Aberta a temporada de caça aos caçadores na Índia

Dimas Marques
  • Dimas Marques

    Editor-chefe

    Formado em Jornalismo e Letras, ambos os cursos pela Universidade de São Paulo. Concluiu o curso de pós-graduação lato sensu “Meio Ambiente e Sociedade” na Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo com uma monografia sobre o tráfico de fauna no Brasil. É mestre em Ciências pelo Diversitas – Núcleo de Estudos das Diversidades, Intolerâncias e Conflitos da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo, onde pesquisou a cobertura do tráfico de animais silvestres por jornais de grande circulação brasileiros. Atua na imprensa desde 1991 e escreve sobre fauna silvestre desde 2001.

    Fauna News
31 de maio de 2012
A medida é radical e polêmica.

“O Governo da Maharashtra, no oeste indiano, deixou de considerar crime a morte de caçadores furtivos de animais selvagens, na sequência de pelo menos oito mortes de tigres este ano – 14 em toda a Índia.

Tigre-de-Bengala: espécie que vive na Índia

Foto: WWF-Canon/Roger Hooper

O estado indiano declarou guerra à morte ilegal de animais e deu ordens para os guardas florestas, literalmente, caçarem os caçadores ilegais que sejam vistos, em flagrante, a matar tigres, elefantes e outros animais.”
– texto da matéria “Índia: matar caçadores furtivos de animais selvagens vai deixar de ser crime”, publicada em 28 de maio de 2012 pelo site português Green Savers

Não sei se entendi, mas parece que a intenção é chegar atirando nos caçadores sem que haja uma tentativa de prendê-los. Seria o mesmo que dar poderes para a polícia atirar em ladrões sem antes tentar colocá-los na cadeia. Será que a medida vai surtir o efeito necessário?

Essa medida deve ser muito bem controlada para não gerar um efeito colateral. Com tamanho poder nas mãos, agentes de fiscalização podem utilizá-lo de forma inadequada, gerando vítimas inocentes.

Motivar, equipar e trabalhar com setores de inteligência e investigação são ações válidas – lógico que amparadas por leis realmente eficientes e punitivas. Pelo menos, o governo indiano parece estar estruturando suas equipes de fiscalização.

“Para acabar com esta destruição da vida animal, o estado irá enviar mais rangers e jeeps para as florestas e pagará a informadores lhes dêem dicas sobre ladrões de animais e caçadores. O prémio pode ir até aos €71 mil (R$ 178 mil).” – texto do Green Savers

No início do século passado, a população de tigres no mundo era estimada em 100 mil animais. Hoje, vivem em estado selvagem cerca de 3.200 – a metade na Índia. De acordo com o Green Savers, os ti

“Para além dos tigres, também os elefantes e rinocerontes são muito apreciados pelos caçadores furtivos. Os leopardos, por outro lado, são envenenados pelos próprios locais, que têm medo que estes animais destruam as suas culturas e ataquem as casas.” – texto do Green Savres

Atualmente, a demanda pelas partes de trigres é grande na China, onde os ossos do animal são usados em remédios. Na Ásia também há localidades onde populações consideram que bigodes, garras e dentes trazem proteção e sorte.

 Remédios feitos com partes de tigres na China

Foto: Reuters

– Leia a matéria completa do Green Savres

Fauna News

Sobre o autor / Dimas Marques

Formado em Jornalismo e Letras, ambos os cursos pela Universidade de São Paulo. Concluiu o curso de pós-graduação lato sensu “Meio Ambiente e Sociedade” na Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo com uma monografia sobre o tráfico de fauna no Brasil. É mestre em Ciências pelo Diversitas – Núcleo de Estudos das […]

Newsletter do Fauna

Resumo semanal do que foi notícia no
universo dos animais silvestres.

Busca

Fauna ZAP
1
Olá! Eu quero receber as notícias do Fauna News. 😃 🐾