Na Tailândia, tráfico de animais para todos os gostos

Dimas Marques
  • Dimas Marques

    Editor-chefe

    Formado em Jornalismo e Letras, ambos os cursos pela Universidade de São Paulo. Concluiu o curso de pós-graduação lato sensu “Meio Ambiente e Sociedade” na Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo com uma monografia sobre o tráfico de fauna no Brasil. É mestre em Ciências pelo Diversitas – Núcleo de Estudos das Diversidades, Intolerâncias e Conflitos da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo, onde pesquisou a cobertura do tráfico de animais silvestres por jornais de grande circulação brasileiros. Atua na imprensa desde 1991 e escreve sobre fauna silvestre desde 2001.

    Fauna News
14 de junho de 2013
“A polícia recuperou nesta segunda-feira 14 leões e dezenas de outros animais em uma mansão de Bangcoc e deteve uma pessoa, informaram as autoridades locais. Montri Boonphonon, o dono da casa, foi posto sob custódia policial acusado de posse ilegal e comércio de espécies protegidas.

 Quatorze leões foram apreendidos na mansão
Foto: Reuters

O acusado insistiu que tem todos os documentos de compra e as permissões na regra para a posse dos animais, indicou a polícia ao jornal Bangcoc Post. Na operação, coordenada pelo Ministério do Meio Ambiente, também foram resgatados de suas jaulas 23 suricatos, 17 saguis, 12 perus reais e diversas espécies de tartarugas e aves.” – texto da matéria “Tailandês é acusado de manter 14 leões em mansão de Bangcoc”, publicada em 10 de junho de 2013 pelo portal Terra com informações da agência EFE

Dezenas de outros animais também foram encontrados no local
Foto: Reuters

A Tailândia é um dos maiores centros de tráfico de fauna silvestre do mundo. Pelo país do Sudeste Asiático passam animais de várias partes do mundo, que são comercializados para compradores de diversos outros países da região e de seu próprio território. Além dos bichos vivos, o mercado negro tailandês trabalha com marfim, chifres de rinocerontes, peles e partes de ursos e felinos.

“Em março do ano passado, uma operação das autoridades tailandesas conseguiu recuperar mais de 200 animais, entre eles cangurus, tigres, leões e orangotangos, destinados ao contrabando em uma casa na província de Saraburi, na região central do país.

A Tailândia, e em particular Bangcoc, é um dos maiores centros de tráfico de animais em perigo de extinção porque se encontra em um ponto estratégico entre Mianmar, China, Indonésia e Malásia.” – texto do portal Terra

Estima-se que comércio ilegal de animais silvestres e suas partes movimente cerca de 20 bilhões de dólares por ano. O Brasil seria responsável por entre 5% e 15% desse total e se caracteriza pelo comércio de aves, traficadas principalmente para abastecer a demanda interna dos próprios brasileiros.

– Leia a matéria completa do portal Terra

Fauna News

Sobre o autor / Dimas Marques

Formado em Jornalismo e Letras, ambos os cursos pela Universidade de São Paulo. Concluiu o curso de pós-graduação lato sensu “Meio Ambiente e Sociedade” na Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo com uma monografia sobre o tráfico de fauna no Brasil. É mestre em Ciências pelo Diversitas – Núcleo de Estudos das […]

Newsletter do Fauna

Resumo semanal do que foi notícia no
universo dos animais silvestres.

Busca

Fauna ZAP
1
Olá! Eu quero receber as notícias do Fauna News. 😃 🐾